Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Divulgação Infraero


Há 37 anos sob a administração da Infraero, a se completarem no próximo domingo (28/10), o Aeroporto de Petrolina/Senador Nilo Coelho (PE) tem sido impulsionador da economia pernambucana, se tornando um dos principais modais de distribuição do Vale do São Francisco, região que abriga o maior volume de exportação de frutas do Brasil. Tal ação pode ser realizada porque o aeroporto dispõe de um dos maiores terminais de logística de cargas (Teca) refrigeradas do país. Entre janeiro e agosto deste ano, já foram exportadas, a partir do complexo logístico, 1.069 toneladas em mercadorias. Os produtos enviados para o exterior são exclusivamente frutas, em sua maioria manga, uva e mamão.

A novidade fica por conta das obras para melhorias no estacionamento, que estão sendo realizadas pela empresa MD Park Estacionamentos, e incluem a pavimentação de toda a área, cobertura de parte das vagas e a instalação de câmeras de segurança. Além disso, a reforma vai aprimorar o sistema de iluminação do local. Com a conclusão das obras, o terminal vai oferecer 313 vagas para carros e 42 vagas para motos, sendo 30% cobertas. Para facilitar o acesso dos usuários no período da reforma, uma área para estacionamento provisório foi disponibilizada. A previsão é de que a reforma esteja concluída até o final de novembro.

Com capacidade de receber até 1,6 milhão de passageiros ao ano e funcionamento de 24 horas, o terminal registrou de janeiro a setembro mais de 360 mil viajantes, entre embarques e desembarques realizados pelas companhias aéreas Azul, Gol e Avianca com destino a Campinas e Guarulhos (SP), Recife (PE) e Salvador (BA).

O sítio aeroportuário compreende em uma área de 4,12 milhões de m² e está localizado a 12 quilômetros do centro da cidade e a 10 quilômetros da rodoviária. Os passageiros e frequentadores do terminal ainda contam com lanchonetes, loja de vinhos e artesanato, locadoras de veículos e caixas eletrônicos.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário