Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


Foto: Reprodução

Um caso incomum, mas real. Nesta quinta-feira (24), por volta do meio dia, uma menina de 3 anos morreu, em Petrolina (PE), vítima de choque elétrico, após o contato com um celular que estava carregando.

Ela foi socorrida às pressas para a UPA de Petrolina. A equipe médica tentou reanimar a criança, mas ela não resistiu.

De acordo com informações da UPAE/IMIP, o fato chocou toda a equipe da instituição que atendeu a criança, que já chegou em óbito ao hospital.

“Não há palavras para descrever tamanha tragédia. Aqui na Unidade nós não atendemos criança, mas eventualmente chegam casos como esse. Fazemos de tudo para tentar salvar vidas, mas nem sempre é possível”, lamentou com profundo pesar a coordenadora geral, Graziella Franklin.

Diante do fato, a gestão do hospital faz um alerta a sociedade sobre os perigos relacionados ao mau uso do celular, visto que mexer em aparelhos eletrônicos, enquanto eles estão sendo carregados, pode trazer uma série de perigos, como o risco de explosão ou descarga elétrica.

“Manuseá-los durante o carregamento da bateria pode provocar o superaquecimento, especialmente em celulares com as opções de carga rápida ou turbo, devido à grande quantidade de energia e volts utilizadas na ação”, explica o técnico em segurança do trabalho, José Guilherme Castro.

O ideal é não mexer no celular enquanto ele estiver carregando. O aparelho, de preferência, deve estar desligado, informa a UPAE.

“Também não deixe-o carregando em cima da cama ou embaixo do travesseiro ligado na tomada. O aparelho pode ter um curto-circuito e provocar um incêndio na sua cama, enquanto você está dormindo”, alerta o profissional.

Em caso de choque elétrico: corte ou desligue a fonte de energia; afaste a pessoa da fonte elétrica que estava provocando choque (use materiais não condutores e secos, como madeira, plástico, panos grossos ou borracha); chame uma ambulância ligando para o 192; se a pessoa estiver consciente a acalme; se estiver inconsciente, mas respirando, deite-a de lado colocando-a em posição lateral de segurança; se estiver inconsciente e não respirando inicie a manobra de reanimação até a chegada da ajuda médica (se estiver apto a isso). As informações são do Preto no Branco Com Sibelle Fonseca e 
UPAE/IMIP.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário