Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Foto: Reprodução

O município de Juazeiro, no norte da Bahia, registrou nesta quarta-feira (11), mais um óbito por suspeita de H1N1. De acordo com a Secretaria de Saúde (SESAU), a paciente, que não teve nome e idade divulgados, era residente do bairro Tabuleiro.

Em comunidade enviado à imprensa, a secretaria informou que a paciente chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) já sem os sinais vitais. Ainda assim, mesmo assim, a equipe de plantão realizou as manobras de reanimação, entretanto, não obteve sucesso. Até esta quarta-feira (11), Juazeiro possui nove casos suspeitos registrados, quatro casos confirmados, e dois óbitos, sendo um já confirmado e em outro, será realizado o exame.

No dia 6 de março, um paciente que também deu entrada na UPA de Juazeiro com suspeita de gripe Influenza A/H1N1, morreu com Síndrome respiratória aguda grave (SARS), doença causada também pelo vírus Influenza H1N1 (relembre).

Vacinação – O Ministério da Saúde está antecipando o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Dia 23 de março, idosos e profissionais da saúde serão os primeiros a serem vacinados. O dia D será 09 de maio. Segundo informações disponíveis no site do Ministério da Saúde, a decisão da pasta é uma medida preventiva a esses públicos. A vacina é o meio de proteção aos quadros de doenças respiratórias mais comuns, mas dependendo da gravidade pode levar a óbito.

H1N1 – A infecção pelo vírus da Influenza A/H1N1 pode ocorrer por contato com secreções respiratórias, através da tosse ou espirros, de pessoas contaminadas pelo vírus. É uma infecção viral, onde os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. O agravo da gripe H1N1 pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo ser fatal. O vírus vive por duas a oito horas em superfícies, por isso, hábitos de higiene pessoal, como: lavar as mãos com freqüência ajuda a reduzir as chances de contaminação. As informações são do Preto no Branco Com Sibelle Fonseca.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário