Chelsea vence o Palmeiras na prorrogação e é campeão mundial

KARIM SAHIB/AFP

Foi quase, torcedor do Palmeiras! Neste sábado (12), o time fez um grande jogo, mas foi derrotado pelo Chelsea na final do Mundial de Clubes, em Abu Dhabi, por 2 a 1, na prorrogação, e ficou com o vice.

O gol de pênalti de Havertz, no tempo-extra, decidiu o duelo. Nos 90 minutos, Lukaku e Raphael Veiga selaram a igualdade.

O Alviverde terá pouco tempo para lamentar, já que na próxima quarta-feira (16), o time encara a Ferroviária, em Araraquara, pelo Paulistão.

O jogo

Durante a primeira etapa, o time brasileiro cumpriu à risca o plano de Abel Ferreira, com muita marcação e explorando os contra-ataqus. O Verdão teve a proposta clara de roubar a bola e aproveitar os espaços deixados nas costas dos defensores – e, coincidência ou não, assim saíram as melhores chances.

Quase!

Primeiro, Dudu arriscou de longe e assustou. Pouco depois, ele recebeu o passe dentro da área e bateu fraco. Zé Rafael também teve uma boa chance. Sozinho, ele tentou o passe para Rony, mas errou e a defesa afastou.

O Chelsea, que teve 70% de posse de bola, só ameaçou na reta final, com um chute de longe de Thiago Silva que Weverton defendeu, e duas cobranças de escanteio em que as cabeçadas foram para fora.

Ele resolve

E se Lukaku quase não participou do jogo na primeira etapa, na volta do intervalo, ele apareceu. Aos 9, Kovacic avançou pela esquerda e abriu com Hudson-Odoi. O camisa 20 cruzou na medida para o 9, que ganhou de Luan no alto e cabeceou para o fundo do gol.

Tudo igual

Apesar da desvantagem no placar, o Palmeiras não se desesperou. E não demorou a empatar. Thiago Silva disputou bola com Gustavo Gómez dentro da área e colocou a mão na bola. Pênalti, confirmado com o auxílio do VAR.

Raphael Veiga bateu com a tradicional categoria, deslocou Mendy e deixou tudo igual aos 18.

O jogo ficou aberto. Havertz quase marcou para o Chelsea, enquanto Veiga por pouco não virou para o Palmeiras. Nenhum dos dois, porém, conseguiu balançar as redes, levando a decisão para a prorrogação.

Havertz faz o gol do título

No tempo-extra, os ingleses seguiram com o controle da posse de bola, mas não encontravam espaço na sólida defesa palmeirense, que quase não conseguiu atacar. De tanta pressão, o Chelsea conseguiu um pênalti. Após sobra de bola, Azpilicueta tentou bater. A bola explodiu na mão de Luan, em mais um pênalti confirmado com o auxílio do VAR.

Havertz, herói do título da Champions league, voltou a brilhar, mostrando calma e fazendo o gol que confirmou o título mundial do Chelsea. Já nos acréscimos, ainda deu tempo de Luan, zagueiro do Palmeiras, receber o cartão vermelho.

Festa inglesa em Abu Dhabi!

CHELSEA 2 x 1 PALMEIRAS

Local: Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi (EAU)
Data-Hora: 12/2/2022 - 13h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Chris Beath (AUS)
Assistentes: Anton Shchetinin (AUS) e Ashley Beecham (AUS)
VAR: Massimiliano Irrati (ITA)
Público: 32.871 torcedores
Cartões amarelos: (CHE) Atuesta e Wesley (PAL)
Cartões vermelhos: Luan, aos 20'/2ºTP (PAL)
Gols: Lukaku (9'/2ºT) (1-0), Raphael Veiga (18'/2ºT) (1-1), Havertz (11'/2ºTP) (2-1)
CHELSEA: Mendy; Christensen (Sarr, no intervalo para a prorrogação), Thiago Silva e Rudiger; Azpilicueta, Kante, Kovacic (Ziyech, no intervalo para a prorrogação) e Hudson-Odoi (Saúl, aos 30'/2ºT); Mount (Pulisic, aos 31'/1ºT), Havertz e Lukaku (Timo Werner, aos 30'/2ºT). Técnico: Thomas Tuchel
PALMEIRAS: Weverton; Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Marcos Rocha (Deyverson, aos 12'/2ºTP), Danilo, Zé Rafael (Jailson, aos 14'/2ºT) e Gustavo Scarpa; Raphael Veiga (Atuesta, aos 32'/2ºT), Dudu (Rafael Navarro, aos 12'/1ºTP) e Rony (Wesley, 32'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

Postar um comentário

0 Comentários