Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Reprodução / BAND

Uma câmera fixa no alto da Mina Córrego do Feijão mostra o momento logo após a barragem da Vale se romper no início da tarde da última sexta-feira (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O “tsunami” de lama, minério e rejeitos avança rapidamente, engole veículos, máquinas, trem, prédios e encobre toda a mina.

Eram 12h28. Primeiro, aparece uma poeira do lado esquerdo, que vai subindo e se alastrando. Depois começa a aparecer a lama. No centro, uma estrutura da Vale, veículos e alguns funcionários. Um veículo branco e uma máquina tentam escapam, mas são cercados pelo "mar de lama" e somem.
As informações são do 
G1 Minas — Belo Horizonte.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário